Peronismo volta ao poder numa Argentina polarizada

Alberto Ángel Fernández é o novo presidente da Argentina. Advogado criminalista de formação, chefe de gabinete do presidente Néstor Kirchner e depois de sua viúva, também presidente, Cristina Kirchner, conquistou próximo de 48% dos votos válidos. A legislação argentina estabelece que se um dos candidatos ultrapassa a barreira dos 45%, não há segundo turno. Fernández, tido como moderado, governará um país dividido. Seu principal adversário, o atual presidente Maurício Macri, ultrapassou os…


Continue lendo no Canal Meio.