No STF, Rosa Weber decide hoje prisão após 2ª instância

Estava em 3 a 1 o placar do Supremo, ontem, em favor da manutenção da prisão após condenação de segunda instância, quando a sessão encerrou. Votou contra o relator, Marco Aurélio Mello, e, a favor, os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin e Luís Roberto Barroso. “O Brasil vive uma epidemia de violência e de corrupção”, afirmou Barroso. “O que justificaria o STF reverter entendimento que produziu resultados relevantes e adotar posição que vai dificultar o enfrentamento dessa…


Continue lendo no Canal Meio.