“Quero ver Bolsonaro se eleger só com voto de general”

“A única coisa que eu penso é em fazer o mesmo que o Bolsonaro fez no passado, me revoltar e correr atrás dos meus direitos”, desabafou a militar da reserva Rosemira Marques Lopes na noite da última quarta-feira (16). Suboficial da Marinha, ela estava entre os integrantes das Forças Armadas reunidos na Câmara dos Deputados para pressionar os parlamentares a modificarem o Projeto de Lei que reestrutura a carreira militar e altera as regras de seguridade social do pessoal do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Desde que foi apresentado ao Congresso, o PL tem sido alvo de críticas de representantes dos chamados praças ou graduados, militares de patentes mais baixas que as dos oficiais. Rosemira Lopes está nesse time, cuja queixa central é a de que o projeto beneficia os superiores, sobretudo oficiais-generais, e prejudica os estratos inferiores – ampliando a desigualdade na carreira. Quando falou à piauí, por telefone,

Continue lendo na Revista Piauí.