Domingo – um dia especial

Depois de assistir a Domingo, de Clara Linhart e Fellipe Barbosa, fica claro que o filme se passa em um único dia, excetuada a festa de 15 anos no encerramento. Não é uma data qualquer, mas 1º de janeiro de 2003, quando Luiz Inácio Lula da Silva tomou posse da Presidência da República. A passagem da faixa presidencial e outras etapas do ritual, vistas na tevê ou ouvidas pelo rádio, formam um dos eixos da narrativa, ainda que em segundo plano, entremeadas às atribulações familiares da matriarca Laura (Ítala Nandi), sempre preocupada em reafirmar sua autoridade. No sítio malconservado onde ela se reúne com os filhos, noras e netos, no entanto, ninguém dá sinal de estar muito interessado nas cerimônias que estão transcorrendo em Brasília.

Caso pairasse alguma dúvida quanto ao dia preciso em que Domingo é situado, uma entrevista de Lucas Paraizo, autor do roteiro, seria esclarecedora: “As

Continue lendo na Revista Piauí.