FMI alerta que o mundo crescerá este ano no ritmo mais lento desde a Grande Recessão

Já faz quase dois anos que Donald Trump disse à elite financeira e empresarial do mundo que ele iria colocar os Estados Unidos em primeiro lugar. “Os Estados Unidos nunca voltarão a fazer vista grossa às práticas econômicas injustas”, afirmou no Fórum de Davos, em janeiro de 2018. Foram dois anos de retórica nacionalista e anúncios de medidas protecionistas às quais o país afetado respondia com contramedidas. Desde então, a economia mundial está desacelerando de forma gradual. O Fundo Monetário Internacional (FMI) acaba de anunciar que essa desaceleração continuará este ano, com um crescimento de 3% na economia mundial, o menor desde a crise da década passada, também conhecida como a Grande Recessão.

Seguir leyendo.


Continue lendo no EL PAÍS Brasil.