Caravana de senadores à canonização de Irmã Dulce pode atrasar Previdência

Os articuladores políticos do governo souberam que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), planeja levar uma caravana de dez a 15 senadores ao Vaticano para assistir à canonização de Irmã Dulce pelo papa Francisco.

Aprovado o primeiro turno da reforma da Previdência, o governo passou a pressionar Alcolumbre a votar o segundo turno do projeto ainda na semana que vem.

A cerimônia de canonização está marcada para o dia 13, domingo da próxima semana.

“Vai ficar muito feio para o Congresso dizer que os senadores deixaram de votar a Previdência e partiram em caravana para a Itália”, disse um dirigente da área econômica ao líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE).

Para o governo pouco importa a briga entre deputados e senadores para saber qual parcela dos recursos da cessão onerosa do petróleo destinada aos estados será carimbada por emendas parlamentares ou administrada pelos governadores.

O que importa

Continue lendo na Tales Faria.