Defesa de Lula insiste na suspeição de Moro para anular os processos

O blog procurou Cristiano Zanin, o advogado de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para falar sobre a votação de ontem no Supremo Tribunal Federal (STF).

A Corte formou maioria, por 6 dos 11 votos dos ministros, contra apenas 3, segundo a qual os réus nos processos têm o direito de se pronunciar após a delações (premiadas ou não) de outros réus.

Mas o presidente do STF, Dias Toffoli, adiou para a semana que vem uma decisão sobre se isso anula ou não condenações de Lula nos casos do tríplex do Guarujá e do sítio de Atibaia.

Zanin respondeu ao blog:

“Prefiro não me pronunciar sobre isso neste momento. A meu ver o caso do ex-presidente Lula requer a anulação na íntegra dos processos, em razão da manifesta parcialidade do juiz que os conduziu. Vai além desse caso que está sendo julgado agora. Está mais do que comprovada essa

Continue lendo na Tales Faria.