Bolsonaro na ONU: o melhor discurso da história

Por Rodrigo Constantino | Gazeta do Povo

Por João Cesar de Melo, publicado pelo Instituto Liberal

Antes de qualquer coisa, precisamos nos lembrar da conivência da ONU com as ditaduras assassinas da Coreia do Norte, de Cuba e da Venezuela, além das africanas. Precisamos ter isso bem fresco em nossa mente para entender a importância do discurso de Jair Bolsonaro hoje, na abertura da Assembleia Geral da ONU.

O fato é que a Organização das Nações Unidas foi transformada numa confraria de países que buscam apoio uns dos outros para suas barbaridades – e quase sempre conseguem, vide o apoio que a ONU dá ao “mundo islâmico” contra a Israel. Os tradicionais discursos na ONU refletiam tanto o caráter de diplomaticamente corretos que chegavam ao ponto de defender grupos terroristas, como, a propósito, fez a ex-presidente Dilma Rousseff, em 2015, pedindo “diálogo” com o ISIS, grupo que estava aterrorizando


Continue lendo no Blog do Rodrigo Constantino.