Atiaia, a onça na mira de Bolsonaro

Quando, em uma tarde de sol de agosto de 2018, a onça-pintada Atiaia saiu da mata cerrada e cruzou uma via interna do Parque Nacional do Iguaçu (PNI), pesquisadores da unidade de conservação comemoraram. A felina estava acompanhada de seus três filhotes, que, em dois meses, eram vistos pela primeira vez. Atiaia – “Raio de Luz”, em tupi – é o símbolo de um programa de recomposição da população de sua espécie no parque, considerado o último refúgio de onças-pintadas monitoradas em biomas de Mata Atlântica do Brasil. Hoje, um agosto depois, os destinos de Atiaia e seus filhotes, bem como de todo o ecossistema local, estão ameaçados por dois projetos de lei que ganharam adesão pública do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

As duas propostas querem reabrir a chamada Estrada do Colono, uma via de chão batido de 17,6 quilômetros de extensão que atravessa o Parque do Iguaçu, dividindo-o

Continue lendo na Revista Piauí.