Sobre credibilidade, relevância e estratégias de sobrevivência para o jornalismo

(Foto: mafalda-e-libertad/domínio público)

Publicado originalmente no site objETHOS.

A queda de confiança dos públicos é uma das maiores questões enfrentadas atualmente pelo jornalismo em diversos países. Nos Estados Unidos, por exemplo, foi de 34% a porcentagem daqueles que confiavam pouco ou nada na mídia, em 2015, para 39% em 2019, de acordo com dados do Instituto Gallup. O problema é grave, visto que o jornalismo trabalha (ou deveria) basicamente para informar a população sobre aquilo que acontece de mais relevante dentro de sua área de cobertura, ajudando a organizar a vida em sociedade e a fiscalizar os poderes das demais instituições.

Mas o jornalismo também tem feito a sua parte para aumentar essa descrença. Não são raros os casos de notícias publicadas sem que as informações tenham sido verificadas, assim como é comum ver discursos racistas, xenofóbicos ou declarações mentirosas de governantes serem


Continue lendo no Observatório da Imprensa.