O que os militares nos quartéis estão falando de Bolsonaro?

(Foto: Fotos Públicas -Marcos Corrêa/PR)

Publicado originalmente no blog Histórias Mal Contadas

Há um personagem no cenário nacional que nós, repórteres, estamos deixando de lado: os militares da ativa das Forças Armadas que vivem nas guarnições espalhadas pelo Brasil. Em novembro de 2018, logo depois da vitória nas urnas do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL-RJ), escrevi um post: “Em caso de corrupção no governo Bolsonaro, a primeira vítima é o Exército Brasileiro”. Ali, argumento que, no imaginário popular, as Forças Armadas assumiram o governo com o presidente, por ter sido ele capitão do Exército e pela sua carreira parlamentar de trinta anos ter tido foco nos interesses da corporação. Essa linha de raciocínio foi reforçada logo nos primeiros dias de mandato, com a nomeação de vários generais da reserva para ocupar postos no governo. Pela última contagem, incluindo outras patentes, são 130


Continue lendo no Observatório da Imprensa.