Demissão em massa, fechamento do parque gráfico: a extinção dos diários A Gazeta e Notícia Agora no Espírito Santo

Fundada em 1928, a edição impressa diária e matutina do jornal capixaba A Gazeta, que nasceu como jornal de anúncios imobiliários, deixará de circular em 29 de setembro de 2019 graças ao TDigital, projeto que, segundo a empresa, “está transformando o jornal A Gazeta para levá-lo para o futuro, minuciosamente pensado ao longo dos últimos dezoito meses”, mas que só se tornou público no último 31 de julho em seu site corporativo.

Prestes a completar 91 anos, o mais antigo jornal do Espírito Santo foi adquirido no final da década de 1940 pela família Lindemberg na figura do governador do estado na época, Carlos Lindemberg (Bourguignon, Rezende, Arruda, 2005), um dos nomes responsáveis, inclusive, por fundar o Partido Social Democrático (PSD), representante da oligarquia cafeeira.

Autointitulando-se o maior grupo de comunicação capixaba, a família Lindemberg é detentora, além dos jornais impressos, de um portal de notícias e outro de anúncios,


Continue lendo no Observatório da Imprensa.