Governo busca um negociador para reforma tributária com o Congresso

Para o Palácio do Planalto, a reforma da Previdência avançou na Câmara não somente por causa do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Foi também porque havia no governo um negociador hábil dedicado ao assunto: o ex-deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), empossado no Ministério da Economia como secretário especial de Previdência e Trabalho.

Marinho atuou como intermediador entre o Palácio, a área econômica e a Câmara, especialmente junto a Rodrigo Maia, ao Centrão e ao relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

Quando deputado, foi autor e principal negociador do projeto de reforma trabalhista aprovado pelo governo Temer.

Agora na reforma da Previdência, foi Rogério Marinho quem convenceu o ministro Paulo Guedes a aceitar as tantas modificações no texto original do governo promovidas pela Câmara.

Usou o argumento de que o importante era o montante da poupança para os cofres públicos a ser aprovado nessa primeira fase da reforma, o mais próximo possível

Continue lendo na Tales Faria.