Soja brasileira, trator europeu

Após duas décadas de negociações, Mercosul e União Europeia fecharam um acordo de livre-comércio. O tratado determina que, em até dez anos, não haverá mais tarifas sobre 92% dos produtos brasileiros, argentinos, uruguaios e paraguaios exportados para o bloco europeu. Por outro lado, 72% das importações vindas da União Europeia também não vão pagar tarifas. Hoje, o bloco é o segundo maior parceiro comercial do Mercosul – em 2018, importou 54,6 bilhões de dólares em produtos –, ficando atrás só da China. Nesta semana, a seção =igualdades analisa o tamanho das relações comerciais do Mercosul com a União Europeia e outros países.

Nos últimos cinco anos, o Mercosul exportou, em média, 48,2 bilhões de dólares por ano para os 28 países da União Europeia. Isso coloca os europeus em segundo lugar no ranking de principais parceiros econômicos do Mercosul, atrás da China (50,3 bilhões de dólares por ano)

Continue lendo na Revista Piauí.