Estupidez: derrotada por goleada, esquerda lincha deputada Tabata Amaral

379 a 131.

Este foi o placar da primeira votação da reforma da Previdência que aprovou o projeto do governo na Câmara, na noite de quarta-feira.

Foi uma acachapante derrota da esquerda, por margem muito maior do que o próprio governo esperava, com votos de deputados da oposição.

Costuma-se dizer que a vitória sempre tem muitos pais e a derrota é órfã.

Neste caso, a esquerda do Facebook e do zap-zap encontrou uma culpada pela acachapante goleada sofrida: a jovem Tabata Amaral, 24 anos, deputada federal de São Paulo pelo PDT de Ciro Gomes.

Antes mesmo de ser anunciado o resultado, começou o linchamento virtual da deputada nas redes sociais, depois que ela divulgou à tarde um vídeo em que disse:

“O sim que eu digo à reforma não é um sim ao governo. E também não é um não a decisões partidárias”.

Outros oito deputados do PDT também votaram

Continue lendo no Balaio do Kotscho.