De lavada: Por 379 a 131, Câmara aprova Previdência em 1º turno

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, se emocionou, chorou. A vantagem no placar — 71 votos mais do que os 308 necessários — foi tão grande que nem entre os próprios deputados houve quem acertasse no bolão que corria solto. O parlamentar mais ousado imaginou que o texto-base teria 361 votos. Foram 379, e assim foi aprovada, em primeiro turno, a reforma da Previdência. Foi neste momento que Maia deixou a mesa diretora, se encaminhou para a tribuna e discursou. Não mencionou o presidente da…


Continue lendo no Canal Meio.