Propina não é o único tipo de corrupção, por André Motta Araújo

O Brasil paga ao mercado financeiro uma taxa de proteção anual que corresponde a 10% do PIB, centenas de vezes maior que vulgares propinas, MAS são operações tão complexas e refinadas que o público normal nunca entenderá. 

Continue lendo no Blog do Nassif.