Convocado a falar sobre armas, Onyx tenta fugir

O ministro Onyx Lorenzoni ( Casa Civil) tirou a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara para dançar. Parte do colegiado irritou-se com o gingado. E ameaça pisar no pé do coordenador político do governo.

Deu-se o seguinte: Há duas semanas, Onyx foi convocado para falar sobre o decreto presidencial que flexibilizou o porte de armas. Convocação não é convite. Trata-se de algo impositivo, não opcional.

Consultado, Onyx topara falar à comissão em audiência pública na quarta-feira (12). Nesta segunda (10), entretanto, enviou ofício pedindo o adiamento para o final do mês. Alega que terá de despachar com o presidente da República. Ofereceu os dias 25, 26 ou 27 de junho.

Nesta terça-feira, o presidente da comissão, Felipe Francischini (PSL-PR), colocará em votação o pedido de adiamento feito por Onyx. Se a maioria concordar, ótimo. Se discordar, o ministro terá de trocar a conversa com Bolsonaro pela inquirição da

Continue lendo no Blog do Josias.