Bolsonaro e Maia coabitam território da falsidade

Um dia depois de ler entrevistas nas quais Rodrigo Maia declarou que a falta de agenda do seu governo conduz o país ao colapso social, Jair Bolsonaro visitou a Câmara. Tratou Maia com respeito e fidalguia. Chegou mesmo a elogiar o presidente da Câmara. Ou seja, estava completamente fora de si.

Rodrigo Maia respondeu às gentilezas com ensaiada amabilidade. Chamou de “projeto de lei importante” a peça que o visitante lhe entregou. Uma proposta considerada secundária e extemporânea, concebida para afagar motoristas infratores, elevando de 20 para 40 os pontos necessários para a cassação da carteira. Quer dizer: Maia voltou ao normal.

Foi o segundo encontro dos dois desde a manifestação pró-Bolsonaro, ornamentada com um boneco de Maia em versão de pixuleco. No primeiro, discutiu-se um pacto entre os três Poderes. Coisa dada como certa pelo ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil). Até que Maia esclareceu: “Zero verdade”.

Que conclusão

Continue lendo no Blog do Josias.