Centrão trama impor ao governo uma ‘pegadinha’

Apontados por Jair Bolsonaro como vilões da ingovernabilidade, os líderes do centrão cogitam impor ao governo, no plenário da Câmara, algo muito parecido com uma ‘pegadinha’. O plano é repetir a surra que o Planalto levou na comissão que analisou a medida provisória editada por Bolsonaro para reestruturar a Esplanada e reduzir o número de ministérios de 29 para 22. A novidade é que dessa vez a surra seria aplicada com os punhos do PSL, partido do presidente.

A coisa funcionaria assim: majoritário, o centrão se juntaria à minoria governista para aprovar o texto-base da medida provisória, ressalvados os artigos polêmicos. Em seguida, os partidos do centrão entrariam em obstrução, brecando a votação de emendas que visam desfazer a cirurgia plástica executada há quase duas semanas na comissão.

Chamadas tecnicamente de “destaques”, as emendas são votadas separadamente. Numa delas, o partido de Bolsonaro propõe, por exemplo, a manutenção do

Continue lendo no Blog do Josias.