Investigação de filho 01 pode ir além do esquema Queiroz

Flávio Bolsonaro e seu ex-chefe de gabinete, Fabrício Queiroz, estão sendo formalmente investigados pelo Ministério Público do estado do Rio. Ambos são suspeitos de comandar um esquema de rachadinha, que impunha aos demais funcionários do gabinete na Assembleia do Rio o pagamento de um percentual de seus salários para o então deputado estadual. Queiroz fazia a gerência do dinheiro. O MP pediu, e a Justiça concedeu, a quebra do sigilo bancário e fiscal de ambos no período de onze anos que vai de…


Continue lendo no Canal Meio.