A esperteza da Lava Jato e a delação da Odebrecht que atinge Toffoli

A Lava Jato não dá ponto sem nó.

Dias depois que a imprensa começou a bater nos aspectos ilegais da operação, como as revelações de que empresas investigadas trocaram redução de multa e pena através de estranhas “doações” a fundos geridos por procuradores da própria Lava Jato, a operação volta a controlar a agenda da mídia.

E como a Lava Jato controla a agenda da mídia? Simples: vazando informações que prejudicam a imagem de uma das poucas instituições que, até mesmo por sempre ter feito o jogo sujo do establishment, detém prestígio acumulado para coibir e punir excessos da própria Lava Jato e do Executivo.

Neste momento, é importante manter o STF sob as rédeas. O tribunal é a única instância que poderia sustar abusos do governo Bolsonaro, coibir o avanço do autoritarismo de setores punitivistas, reacionários e neoliberais do Ministério Público, libertar Lula…

***

No blog do


Continue lendo no O Cafezinho.