Desmanche criminoso: até quando colombiano doido vai detonar Educação brasileira?

“A cadela do fascismo está sempre no cio” (Bertold Brecht).

***

Como um piloto enlouquecido, ele acelera e avança sobre as bases da Educação brasileira, sem o menor compromisso com o principal ministério de qualquer país civilizado.

Teleguiado por outro doido, o guru piromaníaco Olavo de Carvalho, o colombiano Ricardo Vélez Rodriguez, de quem nunca ninguém ouvira falar, a cada dia comete mais desatinos.

Nomeia e demite em seguida altos funcionários da estrutura ministerial, anuncia e revoga medidas delirantes, e depois corre para pedir ajuda ao capitão presidente.

De onde tiraram essa figura soturna e mal encarada, que nem sabe falar português direito?

Só tomamos conhecimento dele quando veio com aquela ideia maluca de obrigar todos os estudantes brasileiros a se perfilar para cantar o Hino Nacional antes das aulas e repetir o slogan da campanha presidencial de Bolsonaro, ritual que deveria ser filmado e enviado às autoridades.

Nem o genial

Continue lendo no Balaio do Kotscho.