Farda & Toga no poder: General celebra o golpe de 1964 e Lava Jato põe fogo no circo de Brasília

Ao mesmo tempo em que a Lava Jato prende Michel Temer e ateia fogo no circo em Brasília, o comandante militar do sudeste, general de Exército Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, está disparando convites no Twitter para a celebração em seu quartel da “Revolução Democrática de 31 de Março”, o novo nome do golpe militar de 1964.

Os fatos estão se sucedendo em tal velocidade que a reforma da Previdência, o pau da barraca do governo, já foi para o espaço, e os três poderes estão em pé de guerra.

E qualquer desatenção pode ser a gota d´água, como Bibi Ferreira cantava maravilhosamente os versos de Chico Buarque, em outros tempos tenebrosos de triste memória.

A única estratégia do capitão aloprado, sustentado nos pilares da Farda & Toga, está cada vez mais escancarada: botar fogo no circo para escapar no meio da confusão.

Com o governo agonizando, antes de completar

Continue lendo no Balaio do Kotscho.