Ave, Zé de Abreu!, por Leandro Fortes

Ave, Zé de Abreu! por Leandro Fortes

No romance “Complô contra a América”, Philip Roth mistura personagens reais com outras, fictícias, para emoldurar uma obra literária chocante e absurdamente atual: o destino distópico dos Estados Unidos nas mãos de um presidente fascista eleito democraticamente, nos anos 1940.

Muito já se discutiu sobre a semelhança dessa obra do grande escritor americano, falecido em 2018, com a ascensão de Donald Trump, nos EUA. Mas foi a chegada de Jair Bolsonaro ao poder, no Brasil, que fez de “Complô” uma obra de clarividência.

Há uma clara semelhança ideológica do presidente eleito, no livro, o aviador Charles Lindbergh, com o Bozo. Lindbergh havia se tornado herói nacional por ter sido o primeiro homem a cruzar o oceano Atlântico em um monomotor, não obstante suas posições antissemitas e de ser simpatizante da Alemanha Nazista, antes de os EUA entrarem na Segunda Guerra Mundial, em 1941.

Com a fictícia vitória de Lindbergh sobre Frank Delano Roosevelt,

Continue lendo no Blog do Nassif.