Pré-candidatos à Presidência do Senado podem se unir para desbancar Renan

Major Olímpio sabe que a decisão de Dias Toffoli em manter em secreto a votação para a presidência do Senado é uma má notícia para ele e uma boa para Renan Calheiros.

Ainda assim, ele permanece confiante em seus votos. Passou a semana em reuniões com colegas parlamentares. A possibilidade de segundo turno o anima porque se for o caso ele crê que receberá apoio das outras pré-candidaturas colocadas, como Álvaro Dias, Esperidião Amin, Davi Acolumbre, Simone Tebet e Tasso Jereissati.

Apoiar Renan Calheiros em uma eventual segunda rodada está fora de cogitação.

Continue lendo no Radar On-Line Veja.