Notas internacionais (por Ana Prestes) 11/01/19

– Bolsonaro decidiu ontem (10) não vetar a venda da Embraer para a norte-americana Boeing, a partir de um acordo de 5,3 bilhões de dólares. Via twitter o presidente disse: “a União não se opõe ao andamento do processo”. A Embraer é líder no mercado em que atua, com desenvolvimento de atividades tecnológicas de ponta. Com o acordo, a empresa será dividida em duas: uma nova controlada pela Boeing com 80% do capital, para cuidar dos jatos comerciais e uma segunda (a velha Embraer), com uma divisão de defesa e jatos executivos.

– Depois de muito vai e vem, típico do atual governo, o presidente da APEX foi mesmo demitido e há um novo ungido por Araújo e Bolsonaro. Trata-se do diplomata Mario Vilalva.

– Em decreto publicado ontem (10), o Itamaraty foi reorganizado com a criação de uma série de novas secretarias e supressão ou rebaixamento de outras.


Continue lendo no O Cafezinho.