Nordeste: jornalismo digital avança e supera o número de impressos*

O enfraquecimento do modelo de negócios dos jornais impressos e a expansão do acesso à internet em alta velocidade ajudaram a impulsionar o avanço do jornalismo online no Nordeste. Dos 109 novos veículos cadastrados na região na segunda edição do Atlas da Notícia, 53 são digitais. Desses, apenas dois têm alguma versão impressa.

Mas o rápido avanço do conteúdo digital não deve ser entendido por si só como um aprimoramento dos veículos jornalísticos nordestinos. Em boa medida, isso acontece porque a transição do impresso para o online ocorre num ambiente de crise, marcado pelo enxugamento das redações e consequente sobrecarga de trabalho para os profissionais que seguem empregados. Nessa toada, as apurações e a qualidade da produção jornalísticas tendem a ser sacrificadas.

Espaços em branco representam desertos de notícias: 51% dos municípios brasileiros, com 30 mi de pessoas. (Crédito: Atlas da Notícia 2.0)

No Ceará, por exemplo, o Sistema Verdes


Continue lendo no Observatório da Imprensa.