União Europeia se nega a ceder para atender a Bolsonaro

Por Jamil Chade, no Estadão:
A presidente do Conselho da União Europeia alertou que o bloco não aceitará reabrir as negociações para a criação de um acordo comercial entre Mercosul e o bloco europeu para atender a eventuais novas exigências do governo do presidente Jair Bolsonaro. O debate sobre o futuro do acordo bilateral foi realizado nesta sexta-feira, entre os ministros europeus. A partir de segunda-feira, uma delegação do Mercosul desembarca em Bruxelas para tentar dar um “último empurrão” por um entendimento.

“Vimos as eleições no Brasil e o que foi dito durante as eleições, que nos indica que o Brasil quer renegociar e reabrir o que já se conseguiu”, disse a ministra austríaca de Economia, Margarete Schramböck, e que presidiu o encontro. “Desde o meu ponto de vista, não vamos ceder em nada para que se rebaixe os padrões da Europa, tanto na agricultura como nos produtos industriais”, disse.

Negociado durante 18


Continue lendo no Reinaldo Azevedo.