Excelentíssimos – outro retardatário na tela

Como corredores que entram trôpegos no estádio depois de o vencedor da maratona olímpica já ter cruzado a linha de chegada e estar festejando, há também filmes retardatários. Vinculados à atualidade política do momento em que foram realizados, chegam defasados às telas dos cinemas, superados pela dinâmica intensa dos acontecimentos, em especial em períodos de crise.

Excelentíssimos, de Douglas Duarte, precedido por O Processo e Já Vimos Esse Filme, é mais um desses documentários retardatários que tratam, no caso, de maneira mais ou menos direta, do impeachment de Dilma Rousseff. Todos três lançados em cinemas ou plataformas digitais entre vinte e 25 meses depois do Senado Federal ter afastado a ex-presidente do cargo, em 31 de agosto de 2016.

Depois de estrear em setembro no Festival de Brasília, Excelentíssimos foi exibido semana passada no Festival do Rio e tem estreia comercial marcada para o próximo dia 22. Se O Processo

Continue lendo na Revista Piauí.