Vigília Lula Livre resiste, em defesa de um projeto popular

Categoria:  Movimentos sociais

Militância está há mais de 200 dias em frente à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba / Foto: Ricardo Stuckert

do Brasil de Fato

Vigília Lula Livre resiste, em defesa de um projeto popular

Fortalecer denúncias das arbitrariedades do Judiciário e dialogar com o povo são estratégias da militância para o futuro

Lia Bianchini

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

Às 19h de domingo, 28 de outubro, cerca de 80 pessoas se reuniam na Vigília Lula Livre, em Curitiba, para saudar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com o tradicional “boa noite, presidente Lula”.

Três minutos mais tarde, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgava a primeira parcial do segundo turno da eleição presidencial, com 55,70% dos votos para Jair Bolsonaro (PSL) e 44,30% para Fernando Haddad (PT). Ao final das apurações, Jair Bolsonaro foi eleito presidente do Brasil, com 55,1% dos votos. 

Continue lendo no Blog do Nassif.