Bolsonaro desancou STF 11 dias antes do filho

Em entrevista concedida no dia 28 de junho, em Fortaleza, Jair Bolsonaro referiu-se ao Supremo Tribunal Federal de forma depreciativa. Onze dias antes de seu filho Eduardo afirmar que “pra fechar o STF basta um cabo e um soldado”, o presidenciável dissera que “governar com um Supremo desse que tá aí fica complicado.” Defendera a ampliação da composição da Corte de 11 para 21 magistrados, “para termos a maioria lá dentro.”

“Está na mesa de negociação do nosso pessoal passar para 21”, afirmara Bolsonaro quando lhe perguntaram se proporia a mudança caso fosse eleito. O candidato acrescentara que sua intenção seria a de indicar para as dez novas hipotéticas vagas na Suprema Corte “gente do nível do Sergio Moro, para realmente ter um Supremo que não envergonhe a população brasileira.” Dias antes, a Segunda Turma do STF libertara da cadeia o petista José Dirceu. Para Bolsonaro, “um vexame.”

No

Continue lendo no Blog do Josias.