Intolerância – é esse o Brasil que a gente quer?

É como se, à medida em que seu candidato avança, vencendo o primeiro turno e liderando o segundo, além de criar filhotes nos estados, alguns eleitores venham se sentindo mais confiantes para cometer atos violentos e exercitar o radicalismo e a brutalidade

Veja mais de Helena Chagas

Continue lendo no Os Divergentes.