Haddad diz que virada não é impossível e mira eleitores que optaram por abstenção

Homem de fé Mesmo diante da larga vantagem com que Jair Bolsonaro (PSL) desponta neste segundo turno, Fernando Haddad (PT) diz que não é impossível tirar oito pontos do rival e equilibrar a disputa. Após publicação do novo Datafolha, o petista avalia que precisa ser “certeiro na propaganda eleitoral, porque o tempo é curto”, mas […]


Continue lendo no Painel Folha.