Pastor Everaldo rebate críticas ao ex-juiz Witzel: “é mimimi”

Presidente do PSC, o Pastor Everaldo não considera graves as ameaças que o candidato do seu partido ao governo do Rio de Janeiro, o ex-juiz Wilson Witzel, fez a Eduardo Paes, seu rival na disputa. Witzel, primeiro colocado no primeiro turno no estado, gravou um vídeo acusando Paes de espalhar notícias falsas e declarou que daria “voz de prisão” ao adversário durante os debates, caso o ex-prefeito “fale mentiras ao vivo” contra ele, por “crime de injúria”. Na tarde desta terça-feira, à piauí, o Pastor Everaldo defendeu o candidato e afirmou que as reações à ameaça são “mimimi”. “Por causa desse politicamente correto, as pessoas ficam nesse não me toque, nesse mimimi. Não estão acostumadas com um juiz dando voz de prisão contra um candidato que venha a cometer uma irregularidade”, disse o presidente do PSC.

Pastor Everaldo afirmou que ainda não tinha visto o vídeo com os ataques de

Continue lendo na Revista Piauí.