Por que o único caminho do Brasil agora é eleger Bolsonaro

Por Rodrigo Constantino

Por Lucas Berlanza, publicado pelo Instituto Liberal

O domingo 7 passou e a novidade de cores liberais e conservadoras veio como trator. Algumas conquistas importantes e históricas podem ser assinaladas:

A ascensão meteórica de candidatos a governos estaduais que desafiam as oligarquias e ortodoxias políticas. Emblemáticos os casos de Minas Gerais, em que Romeu Zema, do Partido Novo, liderou o primeiro turno e enfrentará o PSDB de Anastasia, deixando para trás o PT de Fernando Pimentel, e o Rio de Janeiro, que, com Wilson Witzel (PSC), enfrentará Eduardo Paes (DEM), podendo romper a hegemonia de criaturas políticas de Brizola e do MDB. A formação inevitável de uma bancada robusta de parlamentares que levarão adiante as pautas liberais e conservadoras. Nomes como Kim Kataguiri, Arthur do Val, Janaína Paschoal, Marcel Van Hattem, entre muitos outros, conseguiram votos impressionantes e estarão acessíveis às nossas ideias no Parlamento


Continue lendo no Blog do Rodrigo Constantino.