O fenômeno Bolsonaro

Por Rodrigo Constantino

Escrevo essas linhas antes do resultado das urnas deste domingo. Não obstante, uma coisa já é inegável: Jair Bolsonaro é um fenômeno de popularidade e surpreendeu a quase todos, em especial o establishment. Entender como isso foi possível é o objetivo aqui. Como foi que um simples deputado do Rio se tornou o “exército de um homem só” contra tantos partidos poderosos?

O feito não é trivial. A decisão do Supremo de vetar financiamento de empresas concentrou quase todos os recursos no Fundo Partidário e no fundo eleitoral, uma estatização da política que encheu os cofres dos caciques com mais de R$ 3 bilhões. Isso sem falar do caixa dois, lembrando que Palocci confessou que o PT torrou R$ 1,4 bilhão para eleger Dilma, quase tudo por fora.

Bolsonaro, no minúsculo PSL, teve de se virar praticamente sem recursos. Contava com o apoio voluntário nas redes


Continue lendo no Blog do Rodrigo Constantino.