Bolsonaro ameaça direitos e conquistas femininas, diz Boris Fausto

O historiador e cientista político Boris Fausto diz que a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) para presidente da República ameaçaria direitos e conquistas históricas das mulheres.

“O risco de um governo Bolsonaro com relação às conquistas das mulheres é real”, afirma Boris Fausto. Para ele, Bolsonaro já demonstrou “preconceito” em relação a elas. Citou como exemplo o candidato do PSL ter tratado uma “questão de direito público”, como equiparação salarial entre mulheres e homens, como se fosse uma “questão privada”.

Boris Fausto avalia que Bolsonaro traz risco para a democracia porque “ele mesmo não se diz um democrata, ele mesmo louva regimes autoritários”. Num grau menor, ele vê tal risco no caso de vitória do PT. Não crê que Fernando Haddad tenha propensão autoritária, mas avalia que, ao longo do tempo, “tendências” do partido poderiam dar resposta nesse sentido ao forte antipetismo no país.

Mesmo com a eventual derrota de

Continue lendo no Blog do Kennedy.