Ibope: Bolsonaro parou de crescer; Haddad, não

Jair Bolsonaro parou de crescer, estancou. Segue com os 28% que o Ibope lhe atribuía na última terça-feira. Fernando Haddad diminuiu o ritmo, mas ainda está subindo — tinha 19, alcançou 22%. Ciro Gomes continua estável em 11% faz três semanas e Geraldo Alckmin oscilou um ponto para cima, chegando a 8%. Marina caiu, também um ponto. Tem 5%. João Amoêdo, que estava com 2, foi a 3%.

Neste meio tempo, subiu para seu ponto mais alto desde o início da campanha a rejeição a Bolsonaro. Era de 42,…


Continue lendo no Canal Meio.