Toffoli defende urna, duvida de golpe e diz que indulto não é só para um

Em entrevista concedida a Letícia Casado e Mônica Bergamo, o novo presidente do Supremo, José Antonio Dias Toffoli, partiu em defesa da urna eletrônica. “O batismo da urna legitima os poderes”, afirmou. “Aquele que for eleito tem que ser respeitado por todas as forças. Devem respeitar o jogo democrático, apoiando ou fazendo oposição.” Ele escapou da discussão sobre o autogolpe citado pelo general Mourão, vice de Bolsonaro. “As Forças Armadas sabem da grave responsabilidade das funções…


Continue lendo no Canal Meio.