Procurador que denunciou professores da UFSC deve ser investigado

247 – O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) recebeu pedido de investigação da conduta do procurador Marco Aurélio Dutra Aydos, que denunciou professores, acadêmicos e servidores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) por suposta “ofensa à honra funcional” da delegada da Polícia Federal Erika Marena.

Os crimes cometidos, entre outros, por Ubaldo Cesar Balthazar e Áureo Mafra de Moraes, reitor e chefe de gabinete da reitoria da universidade, respectivamente, foi ter participado de homenagem ao ex-reitor da instituição Luiz Carlos Cancellier, que se suicidou em outubro último após ser alvo de uma operação da Polícia Federal, a Ouvidos Moucos.

Como relata a colunista Daniela Lima, o pedido de investigação foi feito ao corregedor Orlando Rochadel pelo conselheiro do CNMP Leonardo Accioly da Silva. 

Continue lendo no Brasil 247.