JUSTIÇA, LAWFARE, FASCISMO E INEGIBILIDADE.

(Da equipe do blog) – Não há nada mais falso, depois de um assassino que mata crianças dizendo que estava cumprindo ordens, que um juiz que, com a desculpa de se ater ao estrito cumprimento da lei, finge que as consequências de seus atos e decisões não irão ultrapassar os umbrais da sala de tribunal de que toma parte. A justiça brasileira quis dar ao mundo, no último dia de agosto, a

Continue lendo no Mauro Santayana.