Wadih: “Ministério Público virou abrigo da extrema-direita, de uma real Gestapo; Raquel Dodge é a chefe”

PT na Câmara e Agência Brasil

“Ministério público virou abrigo da extrema-direita, uma verdadeira Gestapo”, critica Wadih Damous

 PT na Câmara 

O deputado Wadih Damous (PT-RJ) usou a tribuna da Câmara para denunciar e confrontar mais uma vez “a escalada de fascistização em curso” no sistema de Justiça brasileiro.

O parlamentar criticou duramente a investigação aberta contra o desembargador federal Rogério Favreto pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, anunciada nesta quarta-feira (11).

“O Ministério Público, que já foi uma instituição gloriosa em nosso País, hoje está se tornando abrigo de rapazes de extrema-direita, de uma verdadeira Gestapo. E a chefe dessa Gestapo é a senhora procuradora-geral da República Raquel Dodge. É a Gestapo. E a Gestapo tem que ser enfrentada com as armas da democracia”, denunciou Damous.

De acordo com o deputado do Rio de Janeiro, a investigação aberta pela PGR é “uma tentativa de intimidação contra todos

Continue lendo no Vi o Mundo.