Cadê a festa do futebol? Querem nos roubar até a alegria de torcer pelo Brasil?

Tá tudo muito bom, muito bonito, mas tá esquisito.

No momento em que escrevo, faltam poucas horas para começar Brasil e Bélgica, e nem parece que teremos um jogo decisivo daqui a pouco.

A televisão está fazendo cobertura desde as primeiras horas da manhã, direto da Rússia e das principais cidades brasileiras, mas ainda não há clima de Copa do Mundo.

Só uma buzinada ou outra quebra a rotina de uma sexta-feira qualquer.

Sou do tempo em que o Brasil parava e se preparava para fazer festa logo cedo nestas ocasiões: casas, ruas e carros enfeitados, todo mundo vestindo a nossa camisa, agitando bandeiras, na maior farra.

O time é bom, o técnico é ótimo, já estamos nas quartas de final, e cadê aquela velha alegria brasileira?

Dá até a impressão de que os brasileiros estão com vergonha de soltar o grito, sem medo de ser feliz.

Será que vão

Continue lendo no Balaio do Kotscho.