Brasil 2018: a mais grave de todas as crises é a falta de esperança

Neste dia sem futebol na Copa da Rússia, tive tempo de ler com calma todo o noticiário nacional e não consegui encontrar um único fato positivo acontecendo em nosso país.

Desandou tudo, todos os índices sociais e econômicos não param de piorar, e ninguém faz nada.

Tem muita gente que culpa a imprensa por só divulgar fatos negativos para dar mais audiência e vender jornal, mas sempre digo que jornalistas não podem brigar com os fatos.

Por mais que haja profissionais e veículos que manipulam e distorcem informações, eles não são capazes de inventar que tudo vai mal se a realidade fosse diferente.

Síntese de todas as crises que vivemos desde a última eleição presidencial, a mais grave de todas é a de falta de esperança.

Em outros tempos e lugares, foi isso que levou o mundo a guerras provocadas pelo nazifascismo germinado nas populações em desespero.

É nestas horas

Continue lendo no Balaio do Kotscho.