O que mudou na imprensa esportiva entre as lágrimas do Pelé em 58 e as de Neymar no jogo contra a Costa Rica?

No dia 19 de julho de 1958, Pelé chorou ao marcar seu primeiro gol em Copa do Mundo. No dia 22 de julho de 2018, Neymar chorou no final partida em que o Brasil ganhou de dois a zero da Costa Rica na Copa do Mundo, que acontece na Rússia. A diferença entre esses dois episódios é muito mais do que 60 anos e alguns dias. Nesse tempo, ao redor do mundo e no Brasil, em especial, o futebol se tornou um importante e milionário segmento da indústria de entretenimento. E a mídia esportiva foi deslocada do seu papel de critica para se tornar parte do show. Uma situação em que o legado deixado pelos grandes comentaristas de futebol foi varrido do no nosso meio e substituído por um enfoque que tornou os conteúdos dos noticiários um amontoado de informações de qualidade duvidosa. O que resulta no afastamento dos nossos


Continue lendo no Observatório da Imprensa.