Julgamento que dava chances a Lula é suspenso

O recurso ao Supremo que poderia, no limite, soltar o ex-presidente Lula não acontecerá. Estava marcado para amanhã, terça, foi suspenso. Na sexta-feira, a desembargadora Maria de Fátima Freitas Labarrére, do TRF-4, ouviu os advogados de Defesa de Lula apresentarem seus argumentos para recorrer ao STF. Os advogados de Lula se queixam de que o juiz Sérgio Moro não foi imparcial, o MPF não foi sério e a acusação cometeu excessos. A juíza considerou que para avaliar as acusações seria preciso…


Continue lendo no Canal Meio.