Prefeitura de Curitiba quer cassar direitos de apoiadores de Lula

A prefeitura de Curitiba acionou a Justiça para ampliar a lista das entidades que terão de aceitar as restrições impostas a manifestantes pró e contra Lula na vizinha da Superintendência da Polícia Federal no Paraná. A peça foi enviada pela procuradoria da capital ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). Mas ainda não houve uma decisão.

O argumento é de que alguns atos, como o “bom dia” e “boa noite” gritado pelos manifestantes para o ex-presidente pela manhã e no início da noite configuram “abuso de direito” por serem repetidos diariamente. Moradores da região reclamam de barulho e insegurança causados pelos manifestantes.

No último dia 30, o Tribunal de Justiça do Paraná estabeleceu regras para as manifestações: elas só podem ocorrer em finais de semana, com duração máxima de seis horas, com início a partir das 9h e fim antes das 19h. Fora desse horário limite, é autorizado o uso de

Continue lendo no Eduardo Guimarães.