Só pode ser deboche: Temer torra R$ 2,7 milhões para ter celular no avião

Acabo de ler no portal do Globo, em matéria de Juliana Braga, uma notícia inacreditável.

É isso mesmo que está no título: o governo abriu licitação para contratar uma empresa que permita o uso de celulares pelo presidente Michel Temer quando ele estiver voando nas asas da FAB.

Pelo contrato de um ano, Temer vai torrar R$ 2,7 milhões do nosso dinheiro de impostos para ficar conectado no ar.

Para quê? Se quando está em terra, o presidente não consegue fazer nada para tirar o Brasil do buraco em que se encontra, o que vai fazer dentro do avião?

Qual poderia ser a urgência deste governo devagar, quase parando, para conversas urgentes em pleno voo?

Os nobres passageiros dos aviões presidenciais poderão gastar 120 mil megabytes por minuto em um ano, o que dará para falar 4,5 mil minutos.

Onde é que vão arrumar tanto assunto? Vão passar as viagens

Continue lendo no Balaio do Kotscho.