Na guerra para formar palanques, Jarbas já admite que “PT não é bicho de sete cabeças”

Nada de novo no front. Foto Facebook/Jarbas Vasconcelos

Da Redação

Às vésperas da campanha eleitoral, os tradicionais conchavos de bastidores da política brasileira são retomados sem que os protagonistas sofram qualquer constrangimento.

A ordem é ganhar, a qualquer custo.

Em Pernambuco, o deputado Jarbas Vasconcelos (MDB), ferrenho crítico dos governos do PT, já admite subir no palanque ao lado de Humberto Costa, na disputa por duas vagas ao Senado.

Eles fariam parte de um acordo PSB-PT-MDB para reeleger Paulo Câmara governador de Pernambuco.

Jarbas votou pelo impeachment de Dilma Rousseff sem disfarces. Disse que Dilma mentiu durante a campanha e, por isso, merecia ser afastada.

“O PT não é nenhum bicho de sete cabeças”, disse hoje Jarbas Vasconcelos. “Peço votos a Humberto [Costa] sem nenhuma dificuldade se esse for o caso”, completou.

O acordo exigiria o sacrifício da candidatura da vereadora Marília Arraes, que uma recente pesquisa demonstrou ser altamente

Continue lendo no Vi o Mundo.